O que fazer no Uruguai em 3 dias


Um dos menores países da América Latina, mas com muitas atrações e lugares lindos para conhecer, o Uruguai entrou em nosso roteiro no final de 2013 e para ajudar os que estão planejando uma trip para este belo pais, vamos mostrar o que fazer no Uruguai em 3 dias conforme nossa experiência.

 

Nossa viagem foi feita de carro com mais um casal de amigos e além do Uruguai, nosso roteiro completo contou com a Serra Gaúcha (Gramado, Canela, Nova Petrópolis), Rio Grande – RS (Praia do Cassino), Uruguai, e Argentina (Buenos Aires).

 

Como não tínhamos muitos dias disponíveis em nossa passagem pelo país, nesses 3 dias priorizamos alguns dos lugares que tínhamos mais vontade de conhecer e assim vamos lhes mostrar como ficou esse roteiro.

 

 

SEGURO CARTA VERDE

 

 

Antes de tudo é importantíssimo lembrar que para entrar no Uruguai, o brasileiro precisa adquirir o seguro carta verde para o seu veiculo.

 

A Carta Verde é o seguro obrigatório para veículos que ingressam em países do Mercosul. O objetivo do seguro é proteger terceiros afetados por acidentes de trânsito, no período da viagem.

 

Para contratar, basta entrar em contato com as seguradoras e fazer a cotação referente aos dias que seu veiculo estará em sono estrangeiro.

 

 

ROTEIRO – O QUE FAZER NO URUGUAI EM 3 DIAS

 

 

Nossa passagem pelo Uruguai começou na cidade de Chui(lado brasileiro) ou Chuy(lado uruguaio), cidades que estão divididas pela avenida Brasil.

 

Chegamos sem reservas para dormir nesta cidade, porque nosso roteiro acabou atrasando e contratempos são normais em uma viagem, certo? Saímos então em busca de um lugar para dormir e o único que havia vaga foi o Hotel Bianca no lado brasileiro.

 

O hotel era bem velho, mas ou dormíamos no carro ou encarávamos o que tínhamos no momento, afinal já era tarde da noite e não tinha outras opções. Nossa experiência foi realmente péssima, pois as camas eram horríveis, o banheiro estava sujo e as toalhas cheiravam muito mal.

 

Então o conselho que damos, é que se forem dormir no Chui, façam uma reserva antes e corram deste hotel.


  • Quer viajar conectado? Aproveite nossa nova parceria e ganhe o envio grátis fechando o plano com a Easysim4you. Utilize o código promocional: passeandoalimpo

 

 

DIA 01:

 

Iniciamos nossa passagem pelo Uruguai fazendo algumas comprinhas na fronteira, pois na Avenida Brasil existem vários Free Shops para você que gosta de fumar e beber, estes juntamente com maquiagem são os itens mais baratos por lá, já as roupas nós não achamos tão em conta.

 

No Chuy também aproveitamos para trocar reais por peso, mas depois descobrimos que em todos os lugares aceitavam o real, inclusive na argentina e a cotação era melhor do que trocando na casa de cambio, então a dica é: não troque uma quantia muito grande e deixe para fazer essa avaliação!

 

Loja no Chuy
Loja no Chuy
Duty Free
Duty Free

 

Depois das comprinhas, após percorrer em torno de 30 minutos, nossa primeira parada foi no Parque Nacional de Santa Teresa.

 

O parque conta com 3 mil metros quadrados e ele se destaca por seus mais de 60 quilômetros de trilhas, 4 praias e o fabuloso Forte de Santa Teresa.

 

Parque Nacional de Santa Teresa
Parque Nacional de Santa Teresa

 

Para os mais aventureiros, é possível acampar no parque que conta com todas as comodidades como banheiros e chuveiros.

 

Sem duvida este é um lugar que merece ser explorado com mais tempo, o que não tínhamos no momento, mas a verdade é que em todos os lugares que passamos ficamos sempre com aquele gostinho de quero mais, não é?

 

Forte de Santa Teresa
Forte de Santa Teresa
Forte de Santa Teresa.
Forte de Santa Teresa

 

20 minutos do Parque passamos para conhecer a Playa de Los Pescadores em Punta Del Diablo.

 

Punta Del Diablo é uma vila de pescadores com pouco mais de 600 habitantes, mas na alta temporada este balneário se torna um dos mais visitados do país!

 

Punta Del Diabo

Playa de los Pescadores
Playa de los Pescadores

 

Na Playa de Los Pescadores paramos para comer no Al Pairo Restaurant e Marisqueria que esta bem em frente a praia próximo das pedras do Farol. Um restaurante praiano bem típico com ambiente descontraído e com boa comida.

 

Al Pairo
Al Pairo

 

 

Nossa próxima parada foi em Cabo Polônio, um lugar incrível e que só é possível ser acessada por carros 4×4 autorizados e que fazem o trajeto da entrada do parque até a vila de pescadores.

 

Saindo de Punta Del Diablo até a entrada do parque foi em torno de uma hora!

 

O Cabo Polônio é um povoado localizado no Departamento de Rocha e conta com três pequenas ilhas que servem como berço para os Leões Marinhos, uma das atrações do local.

 

Transporte a Cabo Polonio
Transporte 4×4 para Cabo Polônio
Vila de Cabo Polonio
Vila de Cabo Polônio
Leões Marinhos em Cabo Polônio
Leões Marinhos em Cabo Polônio

 

Para quem quiser passar mais tempo neste paraíso é possível ficar em um dos hostels disponíveis, mas fique sabendo que não há energia, internet e agua encanada, ou seja, não é qualquer um que encara! Sabemos disso! Nós não encararíamos, ainda mais agora com o baby!

 

Hostel em Cabo Polonio
Hostel em Cabo Polônio

 

De Cabo Polônio, partimos para Punta Del Este e ficamos bastante impressionados com a beleza desta cidade!

 

Nossa missão era conhecer um pouco da área portuária que é muito bonita e o famoso Los Dedos.

 

Casinhas em Punta del Este
Casinhas em Punta del Este
Los Dedos
Los Dedos

 

Quase do lado ao monumento existe um grande estacionamento e a rotatividade é bem grande pelo que notamos, então acredito que seja bem tranquilo conseguir uma vaguinha.

 

Para comer caso bata aquela fome, bem em frente ao estacionamento tem um restaurante chamado Parador Los Dedos onde é servido muitos pratos bem de frente para a praia e antes de partir para o próxima atração aproveitamos para abastecer as energias.

 

Parador Los Dedos
Parador Los Dedos

 

Foi nesse restaurante onde ficamos sabendo que a cotação do real era maior se pagássemos as contas em real ao invés de peso.

 

Por fim, nossa ultima parada do dia foi para assistir o famoso por do sol na Casapueblo em Punta Ballena, e no caminho passamos em frente ao famoso Conrad Punta Del Este Resort e Casino.

 

Conrad
Conrad

 

Infelizmente não paramos para dar uma jogar porque se não perderíamos o por do sol, mas para quem tiver mais tempo aconselhamos parar e porque não passar uma noite neste fabuloso hotel?

 

Após mais 30 minutos chegamos em Punta Ballena e logo encontramos uma vaga, mas confesso que estava bem concorrida, porem deu tudo certo! Para não ter problemas, o melhor seja chegar um pouco mais cedo!

 

A Casapueblo é a antiga residência do maior arquiteto e artista plástico uruguaio chamado Carlos Paez Vilaró. Hoje funciona no local um restaurante, um museu, uma galeria de arte e um hotel.

 

Casapueblo - Museu
Casapueblo – Museu
Casapueblo
Casapueblo

 

O Hotel Casapueblo proporciona atividades diversas como: natação, atividades recreativas, hipismo, golfe, tênis, prática de desportos náuticos, jet ski, esqui aquático, banana boat, passeios tradicionais, aeróbica, pedestrianismo, academia, spa com piscina aquecida, massagem, hidromassagem, ginástica e sauna.

 

Infelizmente alguns meses depois da nossa visita o artista faleceu, e nós ainda tivemos o prazer de conhece-lo antes de partir.

 

Carlos Paez Vilaró
Carlos Paez Vilaró

 

A Casapueblo ficou conhecida por sua arquitetura que lembra as casinhas de Santorini na Grécia feita pelas mãos do próprio Carlos Vilaró e porque todos os finais de tarde o artista fazia uma cerimônia em contemplação ao Sol.

 

Casapueblo - Por do Sol
Casapueblo  e seu magnifico Por do Sol

 

 

Sem sombra de duvidas foi um dos pores do sol mais bonitos que já assistimos, e assim terminava nosso primeiro dia em terras uruguaias.

 

Roteiro do primeiro dia
Roteiro do primeiro dia – Clique no mapa para ampliar.

 

 

DIA 02:

 

Após ainda percorrer em torno de duas horas noite a dentro no dia anterior para chegarmos em Montevidéu para dormir no Smart Hotel Montevidéu acordamos para iniciar nossa visita pela cidade.

 

Smart Hotel Montevidéo
Smart Hotel Montevidéu

 

A verdade é que acordamos bem tarde, porque estávamos bem cansados devido ao dia anterior ter sido bem maçante e como o hotel era muito bom (e esse nós aconselhamos), só saímos próximo do médio dia.

 

É importante sempre colocar metas e se policiar em relação aos horários para então aproveitar ao máximo sua viagem. Em nosso caso, Montevidéu nunca foi prioridade, então por isso nos demos essa folga.

 

Almoçamos em uma pizzaria nas proximidades do Hotel e após o almoço partimos para conhecer um pouco da cidade, levando em conta as poucas horas que teríamos, uma vez que teríamos que partir para Colônia Del Sacramento onde passaríamos a noite.

 

Iniciamos nossa jornada pela cidade conhecendo a parte portuária nas proximidades do Hotel e nossa primeira parada foi no Cubo Del Sur, um antigo local onde canhões estavam ali para defender a cidade e continuamos caminhando pela Orla. (Rambla)

 

Cubo del Sur
Cubo del Sur
Rambla
Rambla

 

A próxima parada foi no Farol de Punta Carretas também conhecido como Farol de Punta Brava, que fica em uma área nobre da cidade de Montevidéu e também um local bastante frequentado não só por turistas, mas também por moradores que aproveitam os dias para pescar nas proximidades.

 

Não ficamos para assistir, mas segundo conversa com alguns locais que estavam por ali, aquele é um dos melhores locais para finalizar e apreciar o por do sol. (Fica a dica então)

 

Farol de Montevidéu
Farol de Montevidéu

 

Antes de pegar a estrada rumo a Colônia, fizemos uma parada no Palácio Legislativo, a construção mais imponente da cidade sem duvida!

 

Para quem tiver o interesse de conhecer é possível fazer um passeio guiado pelas dependências do palácio e assim conhecer melhor esta obra prima da arquitetura e sua história.

 

Infelizmente era domingo e as visitas são feitas somente de segunda a sexta. Veja mais informações a respeito no site do Palácio.

 

Palacio Legislativo.
Palácio Legislativo
Palacio Legislativo
Palácio Legislativo

 

Obviamente existem muitos outros lugares para se conhecer na cidade e se esse for seu interesse, não durma até meio dia! Risos…

 

Roteiro do segundo dia
Roteiro do segundo dia – Clique no mapa para ampliar.

 

Partimos então rumo ao nosso ultimo destino em terras uruguaias e o tempo total de Montevidéu até Colônia Del Sacramento foi em torno de 3 horas, dirigindo tranquilamente curtindo todo o visual que o caminho proporciona.

 

O percurso é praticamente uma reta feito pela Ruta 1 e você passa também por pedágio, então esteja preparado.

 

Clique no mapa para amplir - Montevidéu para Colônia Del Sacramento
Clique no mapa para ampliar – Montevidéu para Colônia Del Sacramento
Chegando em Colônia Del Sacramento
Chegando em Colônia Del Sacramento

 

 

DIA 03:

 

Sabe aquelas cidadezinhas de conto de fadas em que cada cantinho vai te conquistar? Esta é a cidade de Colônia Del Sacramento.

 

Uma cidade pequena que manteve os traços dos colonizadores portugueses. A cidade fundada em 1860 é muito diferente de qualquer outra cidade uruguaia e a impressão que temos ao andar por suas ruelas de pedras no centro velho é de que estamos na Europa.

 

Colônia Del Sacramento
Colônia Del Sacramento
Colônia Del Sacramento
Colônia Del Sacramento

 

A cidade é vibrante, com seus pequenos cafés, restaurantes e pontos turísticos cheios de gente, mas não ao ponto de você ter que esperar horas assim como nas grandes cidades.

 

Centro Histórico em Colônia Del Sacramento
Centro Histórico em Colônia Del Sacramento
Matando a fome no restaurante El Drugstore
Matando a fome no restaurante El Drugstore

 

Tudo parece funcionar na medida certa ao ponto de encantar qualquer um, e o bom também é que como cidade é pequena, podemos fazer tudo caminhando.

 

Declarada Patrimônio Cultural Mundial pela Unesco, o centro histórico iluminado nostalgicamente por suas lamparinas, seus caminhos de pedras e suas belas construções já valem a visita. No centro histórico estão o Farol datado de 1857, que pode ser visitado; as ruínas do Convento de San Francisco, considerada uma das construções mais antigas da cidade, e a Plaza Mayor.

 

Farol e as Ruinas do Convento
Farol e as Ruínas do Convento

 

Um dos pontos mais famosos da cidade é a famosa e bela Calle de los Suspiros, onde segundo a lenda, é possível escutar um som de suspiros nos dias de vento mais forte.

 

Calle de Los Suspiros
Calle de Los Suspiros

 

A cidade também é ponto de partida para quem pretende visitar Buenos Aires e do Porto partem barcos diariamente para a capital Argentina.

 

Inclusive Colônia foi uma das surpresas da nossa viagem, pois só fomos conhecer justamente porque iríamos para Buenos Aires.  Utilizamos os serviços da Buquebus. A mesma empresa faz o percurso partindo de Montevidéu, mas os valores na época estavam bem diferentes. Se bem que partindo de ambas as cidades os valores são bem salgados!

 

Antes de seguir para a Argentina, deixamos o carro em um dos estacionamentos em frente ao porto e para sua escolha, são varias as opções!

 

Curtiu estas dicas? Compartilhe com seus amigos!



 

 

VÍDEO

 

 

Da o play e vem com a gente nessa viagem fantástico por esse país maravilhoso chamado Uruguai.

 

 


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Show fb like box