O que fazer em Jericoacoara em 4 dias ou mais


O que fazer em Jericoacoara em 4 dias ou mais é a dica de hoje para ajudar quem esta em busca dessas valiosas informações!

 

Jericoacoara, mais conhecida como Jeri, fica localizada no Estado do Ceará. Sem dúvidas é um dos lugares mais lindos que já conheci! Um vilarejo pé na areia perfeito para quem busca tranquilidade, belas lagoas e praias, energia positiva e ótima gastronomia!Tem para todos os gostos e bolsos! Sem falar nas inúmeras opções de lojinhas com centenas de mimos para escolher e guardar de recordação.

 

Se você quiser curtir os passeios com calma e relaxar, recomendo de 4 a 6 dias. Vale lembrar que os dias de ida e volta são praticamente perdidos.

 

O que fazer em Jericoacoara em 4 dias ou mais

 

 

COMO CHEGAR

 

 

O primeiro passo é ir para Fortaleza de onde partem os ônibus e transfers que levam até Jeri. De Fortaleza até Jericoacoara são cerca de 300km, o que dá aproximadamente 4h de carro 4×4 ou Van, e 7h de ônibus. A estrada é asfaltada e com boas condições, praticamente uma reta (Nesse percurso é feita uma parada para lanche e ir ao banheiro).  A partir de Jijoca, é preciso passar por um trecho de areia e dunas. Por isso não é recomendado fazer esse caminho com carro comum.

 

Conforme citado acima, existem três formas de chegar a Jeri, a melhor forma para você dependerá do que você terá como prioridade: Conforto ou valor.

 

Transfer 4×4: É a opção mais recomendada no quesito conforto. Um motorista te busca onde você estiver (no aeroporto ou no hotel em Fortaleza) e leva direto até a sua pousada em Jeri (sem parar em Jijoca). Esse transfer geralmente é realizado em uma Hilux 4X4 e é bem confortável, pois não demora tanto quanto o ônibus, tem ar-condicionado e pode ser feito no horário em que você combinar com o motorista, de dia ou a noite. O preço do transfer para quatro pessoas gira em torno de R$ 1.000,00. Esse preço muda em datas como final de ano e carnaval, quando o serviço é mais caro e varia de R$1.100,00 a R$1.200,00 ida e volta. Mas o valor pode ser negociado em datas de menos movimento e, também, no caso das datas e horários coincidirem com a volta do motorista, após realizado o serviço de transfer de outra pessoa. Então, na hora de combinar veja essas possibilidades.

 

Transfer por Van + Jardineira: Assim como no 4×4, um motorista te busca no aeroporto no horário combinado, porém diferente do 4×4, não é um serviço privativo. Então pode ocorrer de precisar aguardar a chegada de outras pessoas que dividirão o transfer com você. Também é super confortável, espaçosa e com ar-condicionado. O valor é bem mais em conta: em torno de R$ 160,00 ida e volta. Nessa opção, é feita uma troca de carro em Jijoca pelas famosas “jardineiras”. Muitas pessoas acham que é desconfortável, mas acredite, é super tranquilo além de ser bem rápido. Esse percurso leva cerca de 20 minutos até o seu Hotel/Pousada em Jeri.

 

*Eu escolhi essa opção de transfer e fiquei super satisfeita! Ótimo custo benefício.

 

Transfer Ônibus + Jardineira: Opção bastante utilizada também, pode ser mais barata quando viajam menos de 4 pessoas. É também uma opção escolhida por muitos viajantes que fazem questão de chegar em Jeri nas famosas jardineiras.

 

Nesse caso, você pega um ônibus de Fortaleza para Jijoca de Jericoacoara, que dura aproximadamente 6 horas, e depois embarca em uma jardineira até Jeri.


NÃO DEIXE PARA DEPOIS

POUPE TEMO E RESERVE JA ESTAS E OUTRAS ATRAÇÕES EM JERICOACOARA


A empresa de ônibus que faz esse percurso se chama Fretcar, e oferece opções express que vão direto para Jeri (sem paradas) e já tem a jardineira inclusa no preço (R$ 58,00 ônibus executivo) e opções convencionais, com paradas que fazem a viagem ficar mais longa e em que a jardineira é paga a parte (R$ 26,20 – ônibus convencional, ou R$ 35,10 o executivo + R$ 10,00 da jardineira).

 

 

ONDE FICAR

 

 

O que não falta em Jeri são opções de hospedagem. Ficamos hospedados na Pousada Blue Jeri, que pertence à mesma rede do Hotel Essenza e My Blue Jeri. Além de ser bem localizada, organizada e aconchegante, eles oferecem o serviço de transfer de ida e volta a Jeri, pago a parte (Optamos por este transfer, falaremos mais sobre ele no tópico abaixo). A pousada também oferece roteiro dos passeios e indicações de bugueiros.

 

Pousada Blue Jeri

 

Site da Pousada: https://www.bluejeri.com.br

Contato Transfer: Leandro Souza – E-mail: transfersjeri@gmail.com – Celular: (88)99602-0025.

 

 

O QUE FAZER?

 

 

São basicamente 3 passeios:

 

– Buggy até a Lagoa do Paraíso / Lagoa Azul, passando pela árvore da preguiça:

O passeio sai por volta de 9:30 e retorna por volta de 15:00. Não necessariamente precisa seguir essa ordem dos pontos. Eu fui primeiro à Lagoa do Paraíso, onde vale gastar a maior parte do seu tempo. O lugar é maravilhoso! Além do visual incrível e das redes relaxantes dentro da lagoa, há várias mesas e cadeiras cobertas por charmosas barracas de palha e espreguiçadeiras que são disponibilizadas pelo restaurante Alchymist Beach Club. Você só pagará o que consumir no restaurante, já para usar as espreguiçadeiras é cobrado o valor de R$ 80,00 (2 espreguiçadeiras + barraca).

 

A caminho da Lagoa do Paraiso
Alchymist Beach Club
Alchymist Beach Club
Lagoa do Paraíso
Lagoa do Paraíso
Passeio de Barco

 

Depois, passa pela Lagoa Azul que infelizmente está em um período de seca. O almoço é feito em um restaurante de frente para a praia da Preá, também com um visual maravilhoso!!!

 

Após o descanso do almoço, é feito um tour pela orla até a famosa árvore da preguiça, tombada por causa do vento. O Buggy para 4 pessoas custa entre R$ 220,00 e R$ 300,00. Se estiver em casal e quiser pagar mais barato, pode compartilhar esse valor com outro casal. Nunca feche um passeio sem negociar o preço. Sempre dá para conseguir um descontinho! 😉

 

Arvore da Preguiça
Arvore da Preguiça

 

Fizemos esse passeio com o bugueiro indicado pela Pousada Blue Jeri: André – Celular: (88)9727-7330.

 

– Buggy ou Quadriciclo até Tatajuba:

Logo no início do passeio é oferecido passeio de barco para ver cavalo marinho em seu habitat natural. Este passeio é pago a parte e optei por não fazer. Em seguida partimos para Camocim, onde é feita uma travessia de balsa. No caminho até Camocim é possível parar para tirar fotos nas dunas de areia. Depois da travessia passa pelo mangue seco, onde é feita uma parada para tomar água de coco e assim ajudar a comunidade local.

 

Passeio de Buggy

 

No mangue seco também há alguns balanços, casa na árvore e redes que rendem fotos bem legais. Após o mangue começa a parte aventureira: o caminho é praticamente só pelas dunas. Há uma outra parada para quem quiser se aventurar no Skibunda. É pago um valor de R$ 5,00 por pessoa para descer uma vez. Vale a pena, pois é bem divertido!!

 

Mangue seco
Mangue Seco

 

E finalmente chega-se à parte principal, a Lagoa de Tatajuba. Há uma estrutura de barraca com comida, bebida, redes na água e aluguel Standup. O quadriciclo comporta até duas pessoas, você mesmo irá pilotando com um guia que vai de moto na frente mostrando o caminho. Não se preocupe se nunca pilotou um quadriciclo, o guia irá te passar todas as instruções. Uma dica é pedir a ale para fazer o caminho de volta pela orla, pois além da vista ser linda, é mais fácil para pilotar o quadriciclo. É possível também fazer esse passeio de Buggy. O passeio começa às 9:00 e geralmente retorna às 14:00. Lembrando que é preciso respeitar o horário de acordo com a maré. Valor: R$ 350,00.

 

Lagoa de Tatajuba
Lagoa de Tatajuba

 

*Infelizmente não pegamos o contato do guia.

 

– Caminhada até Pedra Furada:

É possível fazer esse passeio de duas formas: pela trilha que leva de 20 a 30 min ou pela orla que demora cerca de 1 hora e meia por ser mais puxada. Geralmente as pessoas costumam sair de manhã ou à tarde próximo ao horário do Pôr do Sol, mas nesse horário fica bem cheio por lá. Uma dica de horário que fica praticamente vazio, é o horário do almoço, entre 12h e 13h. Eu optei por ir de manhã por volta das 9:00 pela orla. Apesar de ser um caminho mais cansativo, vale a pena pelas paisagens que irá encontrar. Várias pedras moldadas pela natureza, além de pequenas piscinas naturais (dependendo da maré). Não esqueça de usar bastante protetor solar, chapéu e água. Não há nada para comprar no caminho.

 

Pedra Furada
Pedra Furada

 

Assistir o pôr do sol das dunas é um passeio clássico de Jeri que você não pode deixar de fazer! Mas como é no final do dia, pode ser feito todos os dias se desejar! (Eu fui todos os dias e a cada dia ficava mais apaixonada!). Não esqueça que por lá não tem horário de verão, então o sol se põe cedo, por volta de 17h. Não deixe para subir em cima da hora, pois a “plateia” começa a se reunir cedo para garantir um bom lugar ao pôr do sol. Recomendo ir caminhando a partir das 16h. Vale a pena também subir as dunas durante o dia. A vista da praia e da vila lá de cima são maravilhosas!!

 

Dunas do Por do Sol

NÃO DEIXE PARA DEPOIS

POUPE TEMO E RESERVE JÁ ESTAS E OUTRAS ATRAÇÕES EM JERICOACOARA


A praia de Jeri também é um espetáculo a parte. Algumas pousadas/hotéis têm parcerias com restaurantes que oferecem espreguiçadeiras a beira da praia gratuitamente. Se informe!

 

 

MELHOR ÉPOCA

 

 

Jeri pode ser visitada o ano inteiro. A época de chuvas vai de junho a agosto, mas chove bem pouquinho. O segundo semestre é o período de vento, bom para a prática de Kite e Wind surf.

 

Se estiver a procura de tranquilidade, evite feriados prolongados e períodos de alta temporada (férias, final de ano, quando a região é mais procurada).

 

 

RESTAURANTES

 

 

Como dito lá no início, tem para todos os gostos e bolsos. Vários restaurantes excelentes, o que não vai faltar é opção! Todos ficam localizados no centro da vila, o que facilita sua escolha. Uma parte negativa é que 90% deles cobram couvert artístico.

 

 

DICAS GERAIS

 

 

Há apenas um caixa eletrônico em Jeri, que pode ocorrer de não estar funcionando, portanto não conte com a sorte e leve dinheiro em espécie. As pousadas/hotéis aceitam cartão de crédito, mas os passeios são pagos a vista, ou caso a sua pousada tenha parceria com algum guia, pode ser pago também no cartão de crédito.

 

  • Não deixe de levar protetor solar, boné, chapéu, repelente e de se hidratar.
  • Existem mercadinhos no centro da vila.
  • Leve apenas roupas leves, chinelo e um casaquinho leve para usar a noite, pois costuma ventar bastante.
  • As pousadas/hotéis possuem rede wifi.
  • Carregue seu lixo. Cuide da natureza! Curta muito Jeri!!

 

Se este artigo: O que fazer em Jericoacoara em 4 dias ou mais foi útil para você, deixe sei like e compartilhe com seus amigos!

 


Este artigo foi escrito por: Fernanda Rodrigues

 

Fernanda Rodrigues

Fernanda Rodrigues, 27 anos, natural de São Gonçalo – RJ, estudante de Administração de Empresas, se encantou pelo prazer de viajar através do namorado Alex Jonathan, 27 anos, natural de São Gonçalo – RJ, formado em Tecnologia da Informação.

Ela, apaixonada por fotos e pela natureza. Ele, apaixonado por esportes e com uma vontade enorme de explorar novos horizontes. Não poderia ter combinação melhor!

Juntos descobriram a paixão por viagens, trilhas e esportes. Hoje colecionam fotos, experiências e momentos inesquecíveis! Esperam viajar muito, conhecer outros países, culturas e poder compartilhar tudo com outras pessoas.

IG Pessoal: @fcrodriguescs

 



 

ORGANIZE SUA VIAGEM

 

Organizando sua viagem através de nossas parcerias abaixo, você garante as melhores condições e nos ajuda a manter o blog.

 


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Show fb like box